Condenação de Mubarak é adiada para novembro

Foi adiado para 29 de novembro o anúncio da sentença contra o ex-presidente do Egito Hosni Mubarak e seus filhos pela morte de manifestantes durante as revoltas de 2011.    Autoridades da Justiça informaram que apenas 60% dos mais de 160 mil documentos envolvidos no processo foram examinados pelo tribunal, composto por três juízes. 

Em janeiro de 2011, manifestantes tomaram conta da praça Tahrir, no Cairo, até fevereiro daquele ano, quando Mubarak foi tirado do poder após 30 anos.    

O ex-ditador foi condenado à prisão perpétua em junho de 2012 por "cumplicidade em homicídio" por conta da forte repressão a manifestantes. Poucos meses mais tarde, no entanto, foi ordenada a revisão do processo.