Cameron terá que se desculpar por 'gafe' com rainha

Premier quebrou protocolo sobre conversas privadas com a monarca

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, terá que se desculpar com a rainha Elizabeth II por uma gafe que cometeu ao comentar a reação da monarca após a vitória do "não" no referendo separatista da Escócia. Em uma conversa com o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, o premier disse que a rainha "ronronou" de felicidade ao saber que a Escócia não iria se separar do Reino Unido. O problema é que a conversa com Bloomberg foi gravada por microfones da emissora Sky News, quebrando o protocolo inglês de nunca se referir publicamente a conversas oficiais com a monarca.

    "Ela ronronou. Nunca ouvi alguém tão feliz", disse Cameron ao ex-prefeito. A declaração do premier rodou os principais sites de notícias do mundo. Mas, de acordo com a imprensa britânica, o Cameron teria se sentido "envergonhado" e estaria planejando pedir desculpas à soberana.

    A Escócia realizou no último dia 18 de setembro um referendo separatista. Com 55% dos votos, contra 45%, os escoceses preferiram se manter subordinados política e economicamente a Londres. Durante toda a campanha do referendo, Elizabeth II se manteve neutra, como exige o protocolo de Chefe de Estado. Cameron, porém, fez vários apelos para que a Escócia permanecesse no Reino Unido. (ANSA)