Nigéria usou US$ 1 milhão de fundo de pobreza para show com Beyoncé

Atual presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan teria utilizado 150 milhões de nairas (cerca de US$ 1 milhão) de um fundo de doações contra a pobreza para promover um festival cujas principais atrações eram os artistas pop americanos Beyoncé e Jay-Z. O desvio teria acontecido em 2006, quando o político era governador do Estado de Bayelsa. 

O crime foi denunciado após a modelo Kim Kardashian divulgar na imprensa que recebeu US$ 500 mil para visitar a cidade nigeriana de Lagoas na última semana.

A partir da polêmica gerada pelo que foi considerado mau uso do dinheiro público, o jornal Sahara Reporters divulgou documentos que comprovariam a origem da verba que patrocinou o festival This Day Music, também realizado em Lagos, em 2006.

O governo alega que os documentos são falsos. Beyoncé e Jay-Z não se pronunciaram sobre o caso e não é oficial se o dinheiro foi usado para pagar cachês ou apenas financiar o festival, que comemorou o 46º aniversário da independência nigeriana.