Menino de 12 anos morre ao prender a respiração em piscina na Austrália

Jack MacMillan, um garoto australiano de 12 anos anos, morreu ao prender a respiração no fundo de uma piscina de 1 metro de profundidade no quintal de sua casa, a uma curta distância da mãe, que não o permitia nadar sem a supervisão de um adulto. As informações são do jornal The Age.

A tragédia aconteceu dois dias antes de Jack voltar às aulas, na tarde de 29 de janeiro, em Illawarra, no Estado da Nova Gales do Sul. A polícia, porém, apenas divulgou informações para a imprensa nesta quinta-feira. 

De acordo com as investigações, não havia qualquer sinal de que o garoto tenha se debatido ao se afogar. A polícia e a família acreditam que ele morreu ao tentar prender a respiração. Ele teria se concentrado tanto em permanecer no fundo da piscina que teria perdido a consciência. Quando seu corpo tentou respirar involuntariamente, seus pulmões se encheram de água - e não de ar - o que o levou a se afogar sem resistência. 

A tia de Jack, Sharon Washbourne, iniciou uma campanha no país para alertar a população sobre o risco de "apagões debaixo d'água". Segundo ela, mortes como a do sobrinho são comuns, mas geralmente ignoradas por serem registradas como simples afogamentos.