Secretário vai acompanhar papa após renúncia

O papa Bento XVI terá a companhia do arcebispo alemão Georg Gaenswein durante o período em que passará na residência de Castel Gandolfo e, posteriormente, em seu novo lar, o mosteiro Mater Ecclesiae.    

A informação foi divulgada nesta quinta-feira pelo porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi. Ele também informou que Gaenswein, que costumava ser secretário particular de Bento XVI, permanecerá no cargo de Prefeito da Casa Pontifícia.    

De acordo com Lombardi, a segurança de Joseph Ratzinger continuará sendo feita pelas autoridades vaticanas e os aposentos utilizados pelo papa em Castel Gandolfo não serão lacrados, como ocorrerá com seu apartamento nas dependências do Vaticano. "Na residência de férias, não são conservados documentos de grande relevância", explicou Lombardi.    

Bento XVI anunciou na última segunda-feira sua renúncia, alegando cansaço físico para cumprir os compromissos de seu cargo. A imprensa internacional e religiosos, porém, especulam que a decisão foi tomada por motivos políticos.