Missão da ONU no Iraque condena onda de atentados que matou mais de 50 

A Missão das Nações Unidas no Iraque, Unami, condenou os ataques que mataram pelo menos 50 pessoas no país. Em comunicado, o chefe da Unami, Martin Kobler, disse que os "crimes hediondos e a violência, sem razão de ser, ceifaram dezenas de vidas".

Segundo agências de notícias, os ataques realizados em 11 cidades iraquianas, incluindo a capital Bagdá, deixaram mais de 200 feridos. Os alvos aparentes das ações foram forças de segurança, recrutas policiais, feiras e mercados do Iraque.

Os autores usaram carros-bombas e armas de fogo.

Uma das bombas explodiu perto do Consulado da França na cidade de Nasirya, que fica ao sul de Bagdá matando duas pessoas.

Há pouco mais de uma semana, ataques a locais de culto xiitas na cidade de Kirkuk fizeram oito vítimas fatais.