No Twitter, Assange agradece ao Equador por asilo político  

Logo após o Equador conceder asilo político ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange agradeceu, em espanhol, a decisão em sua conta no Twitter. O australiano está abrigado na embaixada equatoriana em Londres desde o dia 19 de junho, para evitar que seja extraditado à Suécia, onde sofre acusações de agressão sexual e estupro.

O ministro das Relações Exteriores do Equador, Ricardo Patiño, anunciou nesta quinta-feira, em entrevista coletiva em Quito, que o seu país decidiu conceder asilo a Assange por temer que a sua segurança e vida estejam ameaçadas caso ele seja extraditado pela Suécia. 

Patiño afirmou que a decisão foi fundamentada pelo direito internacional e que espera que ela seja respeitada pelo Reino Unido.