Japão lembra vítimas da bomba atômica lançada sobre Hiroshima há 67 anos 

A cidade japonesa de Hiroshima homenageou hoje (6) as mais de 200 mil vítimas da bomba atômica lançada sobre a região há 67 anos pelos Estados Unidos. A cerimônia reuniu apelos para a paz, a não proliferação e o fim de armas atômicas no mundo. Manifestantes se reuniram no Parque Memorial da Paz de Hiroshima. Houve um minuto de silêncio.

>> Sobreviventes da bomba nuclear de Hiroshima relatam dia do massacre 

O primeiro ataque nuclear da história, em Hiroshima, ocorreu na manhã de 6 de agosto de 1945. A bomba atômica Little Boy foi lançada sobre a cidade, matando instantaneamente cerca de 80 mil pessoas. No entanto, em consequência do bombardeio, dos ferimentos e da radiação, aproxidamente mais 140 mil pessoas morreram.

"Não podemos esquecer a tragédia", apelou o primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda. Ele se lembrou do desastre no ano passado, quando houve explosões e vazamentos na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi. De acordo com Noda,  o governo fará "todo o possível" para descontaminar a área.

O primeiro-ministro disse que o governo se empenhará em executar uma política energética para reduzir a dependência das usinas nucleares e ampliar a segurança energética a longo prazo.

A cerimônia para lembrar as vítimas de Hiroshima ganhou mais força em decorrência dos acidentes em Fukushima agravados pela sequência de terremotos e tsunamis, em março de 2011.