Síria: Hollande cobra China e Rússia por atitude contra Assad

Apesar de afirmar que "ainda há tempo" de acabar com os conflitos na Síria pela via política, o presidente da Fraça, François Hollande, criticou a postura de China e Rússia. Segundo ele, as duas nações estão impedindo qualquer medida concreta do Conselho de Segurança da ONU:

"Disse a Putin que o pior é ter uma guerra civil na Síria. Então devemos fazer de forma que seja encontrada uma posição política que evite a guerra civil, afirmou, em entrevista a uma televisão francesa.

Nesta sexta-feira (13), o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, afirmou que a falta de ações concretas do Conselho de Segurança é "uma licença para novos massacres":

"Faço um apelo a todos os Estados membros para que tomem uma decisão coletiva e decisiva para exigir o fim imediato da tragédia na Síria. Esta inação acaba se tornando uma licença para massacrar", disse, através de um comunicado.