Mais de 60 pessoas ligadas à Camorra são presas na Itália

Sessenta e seis pessoas vinculadas ao clã da Camorra Pianese-D'Alterio, ativo no norte de Nápoles, e acusadas de associação à máfia, extorsão, roubo, tráfico de drogas e violação das leis de armas foram presas pela polícia local.    Entre os detidos está Raffaella D'Alterio, que se tornou chefe do clã após o assassinato de seu marido, Nicola Pianese.    

As investigações, coordenadas pela Direção Distrital Antimáfia de Nápoles, revelaram alianças entre diversos clãs e as dinâmicas que originaram confrontos internos entre os Pianese, que culminaram com o assassinato de seu líder.    

A polícia também reconstruiu as fases do conflito entre os clãs Pianese-D'Alterio e De Rosa pelo controle de um grande volume de dinheiro, resultado de extorsões e roubos de empresários, tráfico de drogas e falsificação de notas.