Vulcão Popocatépetl pode obrigar 28 mil pessoas a deixar suas casas 

O Vulcão Popocatépetl, no México, localizado a 60 quilômetros da capital do país, provocou nos últimos dias um alerta amarelo, nível 3, e gerou também a advertência de evacuação de 15 áreas vizinhas, nas quais vivem cerca de 28 mil pessoas. Nas últimas horas, o Centro Nacional de Prevenção de Desastres (Cenapred) registrou que o vulcão eliminou vapor e cinzas.

O secretário do governo de Puebla, uma das cidades em volta do vulcão, Fernando Manzanilla, suspendeu por 48 horas as aulas dos 1.493 alunos de uma escola próxima ao Popocatépetl. O colégio está em um raio de 12 quilômetros em volta da cratera do vulcão. Em Puebla, há um plano de evacuação caso seja dado o alerta vermelho, que é o máximo.

"Os moradores estão em alerta, mas não com medo, porque estão acostumados a viver com o vulcão", disse o prefeito de San Nicolas de los Ranchos, Victoriano Melendez de la Rosa. Segundo ele, os moradores “já sabem o que fazer” em caso de ameaça maior.

O  Popocatépetl fica no Parque Nacional Izta-Popo Zoquiapan e seu cume atinge 5.482 metros de altura. O nome do vulcão significa montanha de fumaça no dialeto nahuatl, um dos falados por povos indígenas mexicanos.