Santorum lidera pesquisas antes das primárias de Michigan

O cristão ultraconservador Rick Santorum foi o destaque das pesquisas publicadas nesta segunda-feira, duas semanas antes das próximas primárias republicanas de Michigan (norte dos Estados Unidos). Santorum surpreendeu ao vencer na semana passada nos estados de Missouri, Colorado e Minnesota, recomeçando, assim, a corrida pela indicação republicana para a eleição presidencial de 6 de novembro. Mitt Romney, ex-governador de Massachusetts, era até então o favorito, em particular graças a sua esmagadora vitória na Flórida.

Eleições presidenciais nos EUA: acompanhe as primárias do Partido Republicano

"Pensamos que agora esta é uma corrida entre dois candidatos e queremos deixar bem claro para as pessoas que somos a melhor alternativa a Barack Obama, com mais chance de derrotá-lo", disse Santorum à CNN domingo. Segundo uma pesquisa realizada pela Public Policy Polling, Rick Santorum tem 39% das intenções de voto em Michigan, contra 24% para Romney, 12% para Ron Paul e 11% para Newt Gingrich.

Em outra pesquisa, realizada pelo American Research Group, o ex-senador pela Pensilvânia, obstinado defensor dos valores conservadores, recebe 33% das intenções de voto, contra 27% para Romney, 21% para Gingrich e 12% para Paul. O crescimento de Santorum em Michigan foi atribuído ao excelente indicador de favorabilildade de 67% e o "crescente declínio de Gingrich" pelos eleitores republicanos, segundo o Public Policy Polling.

"Santorum está se tornando cada vez mais próximo a um consenso sobre um candidato conservador enquanto Gingrich perde apoio", disse a empresa de pesquisas ao divulgar os resultados. Enquanto as intenções a favor de Gingrich caíram para 38%, sua presença na corrida é ainda um grande incentivo para Romney.

Cerca de 54% dos apoiadores de Gingrich disseram que votariam em Santorum se ele desistir, comparado com apenas 21% para Romney e 14% para Paul. Isso levaria a liderança de Santorum a 48% enquanto Romney ganharia 27% e Paul,13%. "Há muito potencial para fluidez na corrida de Michigan, com apenas 47% dos eleitores dizendo que estão fortemente comprometidos com seus candidatos enquanto 53% estão abertos a mudar de ideia nas próximas duas semanas".

A margem de erro da pesquisa da PPP, realizada entre os dias 10 e 12 de fevereiro com 404 eleitores das primárias republicanas, é de 4,9%. A pesquisa do American Research Group foi feita com 600 eleitores no mesmo período e tem 4% de margem de erro. As primárias de Michigan serão realizadas dia 28 de fevereiro, no mesmo dia das de Arizona (sudoeste).

As primárias republicanas de 2012

No dia 3 de janeiro, foi dada a largada para a escolha do candidato republicano que enfrentará Barack Obama nas eleições presidenciais, no dia 6 de novembro de 2012. Trata-se de um longo processo de realização de primárias nos Estados e territórios americanos, durante o qual os eleitores elegerão delegados que participarão da Convenção Nacional do Partido Republicano, nos dias 27 e 30 de agosto.

Nas primárias, os eleitores vão às urnas e, por meio de voto secreto, escolhem os delegados que representam seus interesses. Além das primárias tradicionais (realizadas na maioria dos Estados), algumas unidades optam pelas caucuses: pequenas assembleias, geralmente compostas por militantes partidários, que têm a mesma função das primárias, mas com a principal diferença de que em uma caucus o voto é público.

As primárias e as caucuses possuem uma quantidade de delegados proporcional ao tamanho da população do Estado que representam, ao passo os pré-candidatos mais votados recebem um número de delegados proporcional à quantidade de votos obtidos. Em 2012, serão 38 primárias e 17 caucuses, que, juntas, distribuirão 2.286 delegados. Será candidato aquele que, na Convenção, obtiver os votos de ao menos 1.144 delegados.