Naufrágio na Itália: 40 passageiros ainda não foram localizados

Acidente deixou ao menos três mortos. Cruzeiro tinha 4 mil a bordo, sendo 53 brasileiros

ROMA - Ao menos 40 passageiros do navio de cruzeiro "Costa Concordia", que naufragou na madrugada de sábado no litoral da Toscana, ainda não foram localizados, informou a capitania do porto de Livorno, que coordena os trabalhos de resgate.

A diferença entre as pessoas identificadas em terra e a lista de passageiros e membros da tripulação revela que há 40 pessoas "não localizadas", afirmou a capitania de Livorno, evitando utilizar o termo "desaparecido" por que podem estar a salvo mas sem a devida identificação.

A Costa Cruzeiros, empresa dona do navio que naufragou, relatou ao consulado do Brasil em Roma que 53 brasileiros estavam a bordo da embarcação. A companhia comunicou que, dos cidadãos do País que viajavam no cruzeiro, 47 eram passageiros e seis, tripulantes.

Todos eles foram identificados e não sofreram nenhum ferimento durante o acidente. A Costa Cruzeiros também relatou que eles foram encaminhados para um hotel próximo ao local do naufrágio.

Mais cedo, a companhia responsável pelo cruzeiro informou que pelo menos 46 brasileiros estariam a bordo da embarcação na hora do naufrágio. O navio Costa Concordia tinha 3,2 mil passageiros e 1 mil tripulantes a bordo. 

Pelo menos três pessoas morreram: dois turistas franceses e um membro peruano da tripulação, informou a imprensa italiana citando as autoridades locais.

Os corpos das três pessoas se encontram no necrotério de Orbetello, cidade situada diante de Giglio, e a promotoria ordenou uma necropsia. De acordo com a empresa, cerca de 1 mil passageiros eram italianos. Os alemães somavam 569 e os franceses, 160. 

A embarcação navegava pelo Mar Mediterrâneo, depois de zarpar de Civitavecchia e com escalas previstas em Savona, Marselha, Barcelona, Palma de Mallorca, Cagliari e Palermo.

O Grupo Costa disponibilizou os seguintes números de telefone para informações: 55 11 2123-3673 e 55 11 2123-3679. O Itamaraty está prestando assistência aos passageiros.

Com AFP e Terra