Chile: encontrado corpo de homem desaparecido em incêndio

A polícia chilena encontrou neste sábado o corpo de um homem que tinha desaparecido domingo passado, em meio a um grande incêndio na região do Biobío, no sul do Chile, que já tinha causado a morte de um idoso de 75 anos.

O corpo de Romualdo Urrea, de 69 anos, foi encontrado "totalmente carbonizado no interior de uma valeta" próxima à comunidade de Quillón (550 km ao sul de Santiago), onde começou o incêndio, informou o chefe policial, José Luis Becerra.

"O fogo é imprevisível, muitas vezes, vamos andando pensando que o fogo não vai nos alcançar e a mudança de vento naquele momento, em 1º de janeiro, evidentemente, pregou uma peça muito ruim para ele", explicou Becerra.

Urrea, que vivia na cidade de Coronel, foi até a área do incêndio para verificar o estado de uma fazenda no local. Não houve mais notícias dele e, por isso, as buscas foram iniciadas, acrescentou o chefe policial.

O corpo de Urrea foi identificado depois que sua família reconheceu um relógio encontrado próximo ao corpo.

O incêndio que arrasou mais de 25 mil hectares e dezenas de moradias já tinha deixado uma vítima na segunda-feira, um homem de 75 anos que se negou a deixar sua casa, segundo informou a Oficina Nacional de Emergencia (Onemi).

Mais de 51 mil hectares foram destruídos por este e outros sinistros no parque nacional Torres del Paine, nas regiões de El Maule e Araucanía. Nesta última, sete bombeiros morreram na quinta-feira.