Terremoto balança Tóquio e assusta seleção brasileira de vôlei

A madrugada deste sábado no Japão foi marcada por um terremoto de 5,2 graus na escala Richter que balançou a região de Chiba, no sudeste do país, e pôde ser sentida em Tóquio. Ainda que o abalo sísmico não tenha deixado feridos ou danos materiais graves, foi suficiente para assustar a Seleção Brasileira masculina de vôlei, que está na capital japonesa para a quarta fase da Copa do Mundo.

"Acordei 5h55 da manhã com a cama balançando. Não entendi muito. O Rodrigão perguntou: 'você está acordado?'. 'Cara, estou acordado e minha cama está balançando.' Nisso o Rodrigo respondeu: 'a minha também está'. Ficamos um pouco assustados, mas durou em torno de 30s. Foi só um tremor, mas assustou. Começar o dia assim não foi muito legal", relatou o ponteiro Dante.

"Eu estava dormindo no quarto com o Gustavo e acordei assustado. Até fiquei pensando que tinha que trocar de roupa, correr para a rua, mas depois parou de tremer. Ficou tudo certo", contou o ponteiro Leandro Vissotto.

Nem todos os jogadores brasileiros, porém, foram surpreendidos com o terremoto. O levantador Bruno e o ponteiro Murilo, por exemplo, dormiram enquanto a terra tremia, e só foram descobrir que havia ocorrido um abalo sísmico pela manhã.

"Não senti o terremoto. Alguns sentiram do time, inclusive o José Inácio, o nosso preparador físico, acabou indo lá embaixo para saber se estava tudo bem. Mas é uma coisa que assusta um pouco. Eu estava dormindo e acabou passando desapercebido. Vamos esperar que não aconteça de novo", afirmou Bruno.

"Eu e o Murilo dormimos que nem pedra. Só no café da manhã que o Rodrigão e o Dante falaram. Ainda bem que nem senti, porque poderia ter dado uma assustada", disse o levantador.

O terremoto não suficiente para afastar a Seleção de uma vitória neste sábado. Em partida contra a Polônia, o Brasil teve grande virada e derrotou o time europeu por 3 sets a 2 (parciais de 18/25, 21/25, 25/18, 25/19 e 15/12), após estar perdendo por 2 a 0. A equipe do técnico Bernardinho não tem mais chances de título, mas pode conseguir sua vaga aos Jogos de Londres em caso de triunfo sobre o Japão.