Governo de transição líbio está disposto a julgar executores de Kadhafi

 As autoridades líbias afirmaram nesta quinta-feira estar dispostas a julgar os assassinos do ex-líder Muamar Kadhafi, morto em circunstâncias confusas após ter sido capturado com vida, incidente que provocou protestos e convocações internacionais pedindo uma investigação. 

"Já abrimos uma investigação. Emitimos um código de ética sobre o tratamento dado aos prisioneiros de guerra. Estou certo de que foi um ato individual e não um ato dos revolucionários, nem do exército nacional’, declarou o vice-presidente do Conselho Nacional de Transição (CNT), Abdel Hafiz Ghoga.