Juiz Garzón recebe prêmio por defensa dos valores democráticos

Agência AFP

PARIS - O juiz espanhol Baltasar Garzón receberá nesta segunda-feira em Paris um prêmio pela defesa dos valores democráticos no prestigioso Instituto de Ciências Políticas da capital francesa, três dias depois de ter sido suspenso das funções no próprio país.

O magistrado espanhol, 54 anos, conhecido pela defensa da justiça universal, receberá o Prêmio 'Liberté et Democratie René Cassin', concedido a cada dois anos pela associação acadêmica 'Jeune Republique' (Jovem República).

Garzón é reconhecido internacionalmente por ter investigado ae violações aos direitos humanos durante as ditaduras do Chile (1973-90) e Argentina (1976-83), e em particular por ter obtido a prisão, em Londres em 1998, do ex-ditador chileno Augusto Pinochet.

O Conselho Geral do Poder Judiciário (CGPJ) da Espanha suspendeu a Garzón depois que ele foi indiciado por ter tentado investigar os crimes do franquismo anistiados por uma lei de 1977.