Espanha fecha quatro aeroportos por nuvem de cinzas

Agência AFP

MADRI - Quatro aeroportos estavam fechados nesta terça-feira à tarde na Espanha, devido à nuvem de cinzas expelidas pelo vulcão islandês Eyjafjöll, que às 17h00 GMT (14h00 de Brasília) provocou o cancelamento de 1.138 voos, segundo o órgão de controle aéreo espanhol Aena.

"A evolução da nuvem de cinzas permitiu reabrir o aeroporto de Málaga às 19h00 GMT (16h00 de Brasília), informou a Aena em comunicado.

Às 17h00 GMT (14h00 de Brasília), o aeroporto de Sevilha (Andaluzia, sul do país) pôde ser reaberto, mas o de Fuerteventura, nas ilhas Canárias, teve de ser fechado.

No total, quatro aeroportos espanhóis continuavam fechados às 19h00 GMT (16h00 de Brasília): Fuerteventura, Palma (ilhas Canárias), Jerez e Granada (Andaluzia).

Aena informou que até as 17h00 GMT (14h00 de Brasília) foram cancelados 1.138 voos, dos 5.174 previstos.

Desde 6 de maio, o vulcão islandês voltou a emitir grandes quantidades de cinzas.

Na metade de abril, sua erupção paralisou o tráfego aéreo europeu durante cerca de uma semana. As partículas emitidas podem causar danos aos motores dos aviões, o que obriga as autoridades a restringir os voos.