'Menino assassino de Liverpool' volta à prisão, agora com 27 anos

Agência AFP

LONDRES - Jon Venables, um dos dois "meninos assassinos de Liverpool", que ficou conhecido em 1993, quando tinha 10 anos, pela morte de um bebê de dois anos, retornou à prisão na terça-feira, aos 27 anos.

Depois de ter sido condenado à prisão perpétua, ele foi colocado em liberdade condicional em 2001, sob nova identidade, mas não respeitou os termos da decisão, segundo o ministério da Justiça britânico.

Em fevereiro de 1993, Jon Venables e Robert Thompson, ambos com 10 anos, retiraram o menino James Bulger, de dois anos, de um shopping de Liverpool, torturaram e agrediram de maneira selvagem a criança, com tijolos e barras de ferro, antes de abandoná-lo em uma ferrovia para que a passagem de um trem dissimulasse o crime.

O assassinato e a idade dos criminosos chocaram a Grã-Bretanha e o mundo. As imagens de uma câmera de segurança, que mostravam os dois de mãos dadas com o pequeno James Bulger, rodaram o mundo.

Os dois foram condenados à prisão perpétua, além da restrição de atividades.

Mas em 2001, a justiça concedeu a ambos o "anonimato por vida", sob uma nova identidade.