EUA: Pai volta atrás e se diz inocente no caso do menino do balão

Jornal do Brasil

LOS ANGELES - O pai do menino do balão , que havia admitido culpa no caso da falsa fuga do filho em um balão desgovernado que sobrevoou o Colorado, nos Estados Unidos, disse em uma entrevista à TV que a história não foi uma farsa , e que ele e sua esposa, ambos já condenados, são inocentes. O programa vai ao ar hoje.

Em sua primeira entrevista à televisão desde o incidente, ocorrido em 15 de outubro, Richard Heene disse que realmente acreditava que seu filho Falcon, de 6 anos, estava no balão de fabricação caseira, que decolou da casa da família, na localidade de Fort Collins.

Nós vasculhamos a casa de cima para baixo disse ele em lágrimas durante a entrevista concedida ao apresentador Larry King, na CNN. Eu sabia que ele estava no aparelho. Em minha cabeça, não havia outro lugar.