'Monstro de Amstetten' é declarado culpado de todas as acusações

Agência AFP

VIENA - Um tribunal da cidade de Sankt Pölten declarou culpado de todas as acusações o austríaco Josef Fritzl, conhecido como 'o monstro de Amstetten'. A decisão foi unânime dos oito integrantes do júri. A pena, que pode ser de prisão perpétua, deve sair ainda nesta quinta.

Fritzl, de 73 anos, era acusado dos crimes de estupro, incesto, coação grave, privação de liberdade e homicídio por negligência de um dos sete filhos que teve com a própria filha, Elisabeth, a quem ele manteve preso durante 24 anos em um porão de sua casa, na cidade austríaca de Amstetten.