Jornal do Brasil

Internacional

Em vídeo, presidente francês reclama de Bolsonaro durante G7

Jornal do Brasil

Em documentário produzido pelo canal de TV francês CNEWS sobre os bastidores da última cúpula do G7, em Biarritz, o presidente francês é filmado reclamando do comportamento de Jair Bolsonaro para o mandatário chileno.

O episódio aconteceu no dia 26 de agosto, logo após a fala de Emmanuel Macron na qual ele disse esperar que "os brasileiros tenham logo um presidente que se comporte à altura" do cargo.

A câmera mostra Macron e o presidente chileno, Sebástian Piñera, conversando momentos antes de um café da manhã para os chefes de Estado.

Piñera menciona Bolsonaro, e em seguida parece fazer uma expressão de dúvida ao olhar para o francês. Macron responde: "eu tinha que reagir, você entende?"

Macron se referia à ofensa de Bolsonaro à primeira-dama francesa, Brigitte Macron, em uma rede social.

"Eu queria ser pacífico. Queria ser correto, construtivo com o cara e respeitar a sua soberania. Tudo bem. Mas eu não poderia aceitar isso", conclui Macron.

A chanceler alemã, Angela Merkel, que aparece no vídeo ao lado de Macron, exclama "não!", dando a entender que concorda com a reação do francês.

Em seguida, Macron diz "me desculpa, mas isso não é atitude de um presidente" cortar o cabelo após cancelar de última hora um encontro com o chanceler da França.

Bolsonaro deveria ter recebido Jean-Yves Le Drian em audiência na tarde do dia 29 de julho, no Palácio do Planalto. No entanto, minutos antes da reunião, o francês foi avisado pelo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, de que Bolsonaro não teria mais horário disponível para o encontro.

Poucos minutos depois do momento em que a reunião deveria acabar, por volta de 15h45, o presidente brasileiro apareceu em uma live nas redes sociais cortando o cabelo.(FolhaPress SNG)