Justiça arquiva caso contra Air France e Airbus por voo 447

Tragédia entre Rio e Paris matou 228 pessoas em 2009

Reprodução
Credit...Reprodução

(ANSA) - A Justiça da França arquivou nesta quinta-feira (5) o processo contra a companhia aérea Air France e a fabricante europeia de aviões Airbus por conta da tragédia do voo AF447, entre Rio de Janeiro e Paris, que deixou 228 mortos em 31 de maio de 2009.

A decisão, pronunciada uma década após o acidente, contraria o pedido da Procuradoria, que queria levar a Air France a julgamento por "negligência", embora isentasse a Airbus. O avião caiu no Oceano Atlântico, após um problema em seus sensores de velocidade, chamados tubos de Pitot.

Segundo as investigações, isso deu início a uma sequência de erros que levou o Airbus A330 a perder sustentação e se chocar contra o mar. Na visão dos procuradores, a Air France foi negligente ao não informar os pilotos corretamente sobre como agir em caso de problemas nos tubos de Pitot, que, por si só, não causariam a tragédia.

Em situações de perda de sustentação, é preciso abaixar o nariz da aeronave, e não levantá-lo, como os pilotos fizeram. A principal associação de vítimas do acidente, a "Entraide et Solidarité AF447", chamou a decisão da Justiça de "insulto à memória" dos mortos e prometeu recorrer.