México afirma que medidas para reduzir fluxo migratório serão revistas após 45 dias

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, disse nesta segunda-feira que medidas acordadas com os Estados Unidos na semana passada para conter o fluxo de imigrantes que chegam ao México vindos da América Central serão avaliadas após 45 dias.

Macaque in the trees
Ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard (Foto: REUTERS/Gustavo Graf)

Em coletiva de imprensa rotineira, Ebrard disse que, caso o México consiga reduzir o número de pessoas que entram no país, a atitude vai mostrar que as medidas tomadas pelo governo mexicano estão funcionando.

Não houve uma meta específica de redução, acrescentou. Ele observou que as autoridades dos EUA queriam reduzir o número a zero.

(Reportagem de Dave Graham)