'Única forma de ter golpe de Estado na Venezuela é se me prenderem', diz Guaidó

"Na Venezuela, a única forma de ter golpe de Estado é que me prendam. E, pelo contrário, hoje os valentes militares e civis que dão um passo à frente estão com a nossa Constituição", disse o líder opositor Juan Guaidó para uma plateia de manifestantes que o apoiam, no bairro de El Marqués, no leste de Caracas.

Guaidó se declarou presidente encarregado da Venezuela em janeiro, sob interpretação da Constituição de que Nicolás Maduro não é um presidente legítimo porque houve fraude nas eleições de 2018.

Ele também ressaltou ter respaldo internacional e apoio de militares. "Nunca retrocedemos. Já não só os soldados valentes de Cúcuta, os sargentos de Cotiza, agora temos aos militares de ontem em La Carlota".

"A família militar sabe quem se esconde e quem dá as caras. Também sabe quem nos persegue e quem nos apoia. Se o regime acreditava que havíamos chegado ao máximo de pressão, se equivocaram", afirmou.

Macaque in the trees
Juan Guaidó (Foto: REUTERS/Carlos Garcia Rawlins)