Premiê da Irlanda diz que UE deseja evitar fronteira "rígida" após Brexit

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, visitou a região de fronteira entre as Irlandas nesta quinta-feira com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e encontrou moradores e donos de empresas que podem enfrentar dificuldades, caso se produza uma fronteira "rígida" com a União Europeia após a saída do Reino Unido do bloco, o Brexit.

Falando mais tardem em Dublin, Varadkar disse que a UE estava determinada a evitar o retorno de uma fronteira dura, no caso de um Brexit desordenado. Mas ele admitiu que, por causa de toda a incerteza, "não é possível, muito francamente, ter um plano claro".

Merkel acrescentou: "Eu simplesmente direi que nós temos de ter sucesso. Onde há o desejo, há uma maneira". Fonte: Associated Press.