Hamas diz que foguete lançado contra Israel na semana passada foi disparado por falha técnica

O foguete que caiu na semana passada em uma casa em Israel foi disparado da Faixa de Gaza devido a uma "falha técnica", disse nesta terça-feira o líder do Hamas, Ismail Haniyeh.

Lançado em 25 de março a partir do enclave palestino, o foguete destruiu uma casa ao norte de Tel Aviv e feriu sete israelenses.

Israel respondeu atacando posições do Hamas, o movimento islâmico no poder em Gaza, incluindo o escritório de Haniyeh, antes que o Egito conseguisse negociar uma trégua para evitar a escalada das tensões.

De acordo com Haniyeh, o foguete foi disparado "devido a uma falha técnica, mas foi uma pequena demonstração no caso de (Israel) pensar em fazer coisas estúpidas contra o povo palestino".

Ele não especificou que tipo de falha técnica causou o tiro. Até agora, apenas autoridades anônimas do Hamas haviam apontado um erro técnico.

Israel e o movimento islâmico, que já travaram três guerras desde 2007, conduzem, segundo o Hamas, negociações indiretas mediadas pelo Egito para aliviar as tensões.

As negociações se concentram em flexibilizar o bloqueio em troca de calma ao longo da fronteira, disse o Hamas.

Israel ainda não confirmou tais negociações.

Na segunda-feira, Israel reduziu as restrições aos pescadores na Faixa de Gaza, estendendo sua área de pesca pela primeira vez em anos. Autoridades do Hamas disseram que esse foi o primeiro passo.

Segundo o Hamas, uma delegação egípcia viajou para Gaza na segunda-feira e se reuniu com Haniyeh, que disse que esta equipe veio com uma programação transmitida por Israel sobre a implementação dos acordos.

 

az/jod/mjs/cgo/all/pb/mr