México quer que rei da Espanha e papa peçam perdão pela conquista

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou nesta segunda-feira que enviou uma carta ao rei Felipe VI da Espanha e ao papa Francisco pedindo que peçam perdão pelos danos cometidos contra povos originários durante a conquista espanhola da América.

"Enviei uma carta ao rei da Espanha e outra carta ao papa para que façam um relato de danos e peçam perdão aos povos originários pelas violações ao que agora se conhece como direitos humanos", anunciou López Obrador em vídeo em sua página oficial do Facebook.

Macaque in the trees
Presidente do México Andres Manuel Lopez Obrador (Foto: Guillermo Arias | AFP)

O governo espanhol rejeitou "com toda firmeza" o pedido de López Obrador.

"A chegada, há 500 anos, dos espanhóis às atuais terras mexicanas não pode ser julgada à luz de considerações contemporâneas", disse o comunicado do governo espanhol.

Madri "lamenta profundamente" que o presidente mexicano tenha publicado uma carta com este pedido.

"Nossos irmãos sempre souberam ler nosso passado compartilhado sem raiva e com uma perspectiva construtiva, como povos livres com uma herança comum e uma projeção extraordinária", acrescentou o governo da Espanha.

A reação oficial de Madri enfatiza "sua disposição para trabalhar em conjunto com o governo do México e continuar construindo a estrutura apropriada para intensificar as relações de amizade e cooperação entre os dois países, o que nos permite enfrentar os desafios futuros com uma visão compartilhada".