Jornal do Brasil

Internacional

Omã vai permitir que EUA usem seus portos e aeroportos

Jornal do Brasil

O governo de Omã anunciou neste domingo a assinatura de um acordo com os Estados Unidos que permitirá que navios e aviões de guerra americanos usem seus portos e aeroportos.

A agência estatal de notícias de Omã disse que o "acordo inicial" tem como objetivo reforçar as relações militares entre os dois países.

"Permitirá que as forças americanas aproveitem as instalações disponíveis em alguns dos portos e aeroportos do Sultanato durante as visitas dos navios e aeronaves militares americanas, particularmente no porto de Duqm", acrescentou.

O porto de Duqm fica ao sul de Omã, no mar Arábico, a cerca de 500 km do estreito de Ormuz.

Na boca do Golfo, este estreito é crucial para o fornecimento mundial petróleo, já que um terço da produção transportada por mar passa por esta localidade.

O governo xiita do Irã já ameaçou repetidamente bloquear o estreito devido às tensões com as nações do Golfo, governadas por sunitas, que inclui sua principal rival regional, a Arábia Saudita.

O canal também é uma rota de trânsito internacional por onde as forças americanas passa com frequência e que já foi cenário de encontros com navios iranianos.

Os Estados Unidos têm uma série de bases militares em todo o Golfo, sendo o maior no Catar, com aproximadamente 10 mil soldados.

O acordo entre os Estados Unidos e Omã foi assinado pelos ministérios da Defesa de ambos países.

bur-mah/hkb/dv/al/eg/lca/cc