Militares venezuelanos usam gás lacrimogêneo em ponte na fronteira com a Colômbia

Militares venezuelanos dispersaram neste sábado com gás lacrimogêneo e balas de borracha dezenas de pessoas que tentavam chegar à Colômbia por uma ponte fronteiriça em Ureña (Táchira), que teve o fechamento ordenado na sexta-feira à noite pelo governo de Caracas para evitar a entrada de ajuda humanitária.

"Queremos trabalhar", gritava a multidão diante de oficiais da Guarda Nacional que bloqueavam a ponte Francisco de Paula Santander, uma das quatro que ligam o estado venezuelano de Táchira ao departamento colombiano Norte de Santander.

Macaque in the trees
Militares venezuelano entram em conflito na fronteira (Foto: JUAN BARRETO / AFP)