Confrontos deixam quase 60 mortos na Nigéria

Cerca de 60 pessoas que atacaram uma cidade no estado de Zamfara, no noroeste da Nigéria, foram mortos na quarta-feira no contra-ataque de uma milícia de civis, autoridades de segurança e moradores da região.

"Nós matamos 59 bandidos e perdemos sete homens na luta, que durou quase quatro horas", disse Bube Shehu, da cidade de Danjibga, confirmando a informação de um oficial militar do estado.

A polícia nigeriana não pôde confirmar esses incidentes imediatamente.

A situação de segurança na Nigéria deteriorou-se drasticamente sob a presidência de Muhammadu Buhari, que está buscando um segundo mandato nas eleições presidenciais de sábado.

No nordeste do país, os jihadistas do Boko Haram reinam através do terror.

No centro, o conflito entre pastores e agricultores pelo acesso à terra deixou milhares de pessoas mortas no cinturão dos férteis estados.

E, no noroeste, gangues armadas de ladrões de gado regularmente aterrorizam o povo Zamfara e também sequestram aldeões em troca de resgate.

abu-eak/phz/thm/sba/cn