Bernie Sanders anuncia candidatura

WASHINGTON - O senador Bernie Sanders anunciou ontem sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos em 2020 pelo Partido Democrata. Ao se lançar à disputa, Sanders, que perdeu disputa interna para Hillary Clinton em 2016, disse que suas ideias que eram vistas como "radicais" agora estão mais fortes na sociedade.

"Nossa campanha de 2016 começou uma revolução política em que diziam que nossas ideias eram 'radicais' e 'extremas'. Bem, três anos se passaram e, com o levante e a luta de milhões de americanos, essas e outras ideias agora são apoiadas pela maioria da população", disse Bernie. 

Autodenominado socialista democrático, promete levantar bandeiras como: ampliação do Medicare, sistema de saúde público; salário mínimo de US$ 15 por hora; gratuidade em faculdades públicas; aumento da tributação aos mais ricos; e New Deal Verde, que prevê uma transição econômica sustentável e é o terror dos republicanos. Com a emergência de uma ala mais a esquerda e de de lideranças femininas no Partido Democrata, Sanders enfrenta um cenário bem diferente de 2016. Apesar disso, ele aparece disparado no topo das pesquisa das prévias democratas.

O embate com Donald Trump também promete: ele considera o republicano um "mentiroso patológico" "racista, sexista, homofóbico e xenófobo".