Argentinas protestam em Buenos Aires contra os feminicídios

Centenas de mulheres marcharam nesta sexta-feira em um "pañuelazo" em Buenos Aires para pedir ao governo argentino que declare uma "emergência por violência de gênero", depois que 22 feminicídios ocorreram em janeiro, quase um por dia.

"Vai acabar, vai acabar, esse hábito de matar", gritavam as manifestantes, que vinham de diferentes organizações e movimentos sociais agrupados no coletivo "Ni una menos".

Macaque in the trees
Manifestação em Buenos Aires (Foto: EITAN ABRAMOVICH / AFP)

A manifestação, que também aconteceu em outras cidades do país, começou na sede do Ministério da Saúde e terminou na emblemática Praça de Maio, no centro da capital argentina.