EUA diz que retirada militar da Coreia do Sul está fora de questão

Os Estados Unidos não têm a intenção de retirar suas tropas da Coreia do Sul enquanto negocia um acordo com a Coreia do Norte por seu programa de armas nucleares, declarou nesta quinta-feira (31) o representante de Washington nas negociações.

"Não estamos envolvidos em nenhuma discussão diplomática que sugira essa compensação. Nunca foi debatido", disse Stephen Biegun ao ser consultado sobre as perspectivas de uma retirada durante uma conversa na Universidade de Stanford, na Califórnia.

Macaque in the trees
Exército dos Estados Unidos não devem sair da Coreia do Sul (Foto: Jung Yeon-je / AFP)

Washington e Seul estão "totalmente comprometidos a apoiar o futuro de sua aliança", acrescentou.

A Coreia do Norte explicou recentemente que seu compromisso com uma "desnuclearização total da península coreana", reiterada na primeira cúpula histórica entre seu líder Kim Jong Un e o presidente americano Donald Trump em junho em Singapura deve incluir "a retirada de todas as ameaças nucleares" norte-americanas.

Isso implicaria em um desafio para os acordos de defesa dos Estados Unidos com a Coreia do Sul.

Em Seul, existe a preocupação de que o presidente Trump, que frequente afirma que as tropas americanas no exterior são custosas e inúteis, aceite reduzir sua presença na região em troca de concessões mínimas.