Assembleia Geral da ONU ratifica Pacto Mundial para a Migração

A Assembleia Geral da ONU ratificou, nesta quarta-feira (19), o Pacto Mundial para a Migração, que não é vinculante e que busca fortalecer a cooperação internacional para uma "migração segura".

O documento foi ratificado com 152 votos a favor, 5 contra (Estados Unidos, Hungria, República Checa, Polônia e Israel) e 12 abstenções.

O pacto, o primeiro a nível regional para administrar os fluxos migratórios, traça 23 objetivos para desestimular a migração ilegal, num momento em que o fluxo de migrantes aumentou para mais de 250 milhões no mundo.

Várias polêmicas surgiram em torno do acordo em vários países da União Europeia, o que levou, por exemplo, ao colapso do governo de coalizão belga.

Líderes populistas e de direita de vários países tomaram medidas draconianas para impedir a entrada de migrantes.

Segundo fontes diplomáticas, os Estados Unidos buscaram até o último momento que outros países não apoiassem o pacto.

 

prh/iba/yow/mr