Jornal do Brasil

Internacional

Líder da oposição britânica é criticado por aparentemente chamar May de 'mulher estúpida'

Jornal do Brasil

O líder da oposição britânica, o trabalhista Jeremy Corbyn, foi alvo de críticas nesta quarta-feira por aparentemente murmurar "mulher estúpida" em referência a Theresa May, quando discutia a decisão da primeira-ministra de adiar o voto sobre o Brexit.

Corbyn foi surpreendido pelas câmeras de televisão situadas no parlamento murmurando essas palavras enquanto May zombava de sua tentativa de organizar uma moção de censura contra ela, que qualificou de "farsa".

Os membros da bancada conservadora gritaram "vergonha" e "escândalo".

E May afirmou que "no centenário da obtenção do direito ao voto para as mulheres (no Reino Unido) todo mundo deveria estimular as mulheres a virem a esta câmara (...) e utilizar portanto uma linguagem adequada para se referir a seus membros do sexo feminino".

No entanto, o presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, se negou a reprimir Corbyn, garantindo que não havia "visto nem ouvido nada", antes de ressaltar que qualquer culpado deste tipo de atos deveria pedir desculpas.

A ministra encarregada das relações com o parlamento, Andrea Leadsom, dirigiu então suas críticas contra Bercow perguntando-lhe por que não havia se desculpado ele mesmo depois de que uma deputada da oposição o ouviu chamá-la de "mulher estúpida" há alguns meses.

"A questão já foi tratada e não voltarei a fazer isso", respondeu o presidente da Câmara.

Um porta-voz do Partido Trabalhista negou que Corbyn tenha pronunciado as palavras "mulher estúpida" e afirmou que tinha dito "gente estúpida".

"Deixou claro que não disse 'mulher estúpida' e que não tem tempo para nenhum tipo de ataque misógino", acrescentou.

oaa/acc/mb/db