Jornal do Brasil

Internacional

China prende 3º canadense em uma semana

Aumenta a tensão entre Ottawa e Pequim após caso Huawei

Jornal do Brasil

Um terceiro cidadão canadense foi preso na China, comunicou nesta quarta-feira (19) o Ministério das Relações Internacionais de Ottawa. Os funcionários consulares estão em contato com os familiares do canadense, que não teve identidade revelada.

A nota não faz referência às tensões de Pequim pela prisão da filha do fundador da Huawei e diretora financeira da multinacional, Meng Wanzhou, no início do mês, no Canadá.

Desde quando estourou o caso Huawei, um empresário e um ex-diplomata canadenses foram presos na China, sob acusação de ameaça à segurança nacional. As prisões foram consideradas pelo governo do Canadá como retaliação pela prisão de Meng, que já foi liberada sob pagamento de fiança e aguarda julgamento.

Pequim acusa Ottawa de "ação política premeditada", sob comando dos Estados Unidos, para "caçar uma sociedade high-tech". Já os canadenses e americanos alegam que Meng teria violado as sanções americanas contra o Irã.