Trump pede a Fed que 'não cometa outro erro' sobre juros

O presidente norte-americano, Donald Trump, pediu terça-feira (18) que o Federal Reserve, banco central do país, "não cometa outro erro" com relação à taxa básica de juros da economia do país, que hoje está na faixa de 2% a 2,25%.
"Espero que as pessoas no Fed leiam o editorial do "Wall Street Journal" antes de cometer um outro erro. Além disso, não deixem o mercado se tornar mais 'não-líquido' do que já é. Parem com os 50 B's. Sintam o mercado, não se deixem levar apenas por números sem significado", escreveu Trump, em sua conta no Twitter.
O magnata republicano se referiu a texto opinativo publicado nesta terça-feira (18) pelo jornal norte-americano "The Wall Street Jornal", que diz que "é o momento para o Fed dar uma pausa". Os baixos índices de inflação e o risco de desaceleração do crescimento econômico justificariam, segundo o jornal, a necessidade de "cautela com relação a taxa de juros".
A entidade se reunirá entre esta terça-feira (18) e quarta-feira (19) e os analistas esperam um aumento de 0,25%. Caso a projeção se confirme, será a quarta vez consecutiva que o Fed aumenta os juros norte-americanos apenas neste ano.