Derrubada na Cisjordânia casa de palestino acusado de matar israelenses

O Exército israelense demoliu, nesta segunda-feira de manhã (17), a casa de um palestino acusado de matar dois israelenses, em outubro, na Cisjordânia.

Centenas de soldados israelenses cercaram a residência localizada em Shweika, perto de Tulkarem, no norte da Cisjordânia, ocupada por Israel há mais de meio século.

Antes do início da demolição, houve confrontos entre as forças israelenses e os palestinos. Três pessoas ficaram feridas por tiros de balas de borracha, informou a agência oficial de notícias palestina, Wafa.

Com a ajuda de maquinário do setor da construção civil, os soldados israelenses demoliram o térreo e o primeiro andar do imóvel de três andares de Achraf Naalwa e sua família.

O Exército israelense não comentou o episódio.

Ashraf Naalwa, de 23 anos, foi abatido na quinta-feira por disparos do Exército israelense. Foi procurado durante dois meses, acusado de matar dois israelenses no início de outubro, na zona industrial de Barkan, contígua a uma colônia na Cisjordânia.

O movimento islamista Hamas afirmou que Naalwa era membro de seu braço armado.

Israel derruba, de forma sistemática, casas de palestinos autores de ataques contra israelenses.

 

ja-jod-jjm/cmr/cgo/gk/age/mb/tt