Jornal do Brasil

Internacional

Centenas de pessoas prestam homenagens às vítimas de atentado de Estrasburgo

Jornal do Brasil

Mais de mil pessoas se reuniram, neste domingo (16), em Estrasburgo (leste da França) para homenagear as vítimas do ataque da última terça-feira (11).

"Viemos aqui para mostrar que não nos ajoelharemos, que seguimos vivendo, embora seja difícil e doloroso", explicou Jonathan, morador do bairro de Neudorf, onde foi morto pela polícia o autor do ataque, Chérif Chekatt.

Muitas das pessoas reunidas ao pé da gigantesca árvore de Natal na praça Kleber, emblemática com o seu mercado de Natal, estavam emocionadas.

O ataque causou quatro mortos e 11 feridos, vários deles graves, além de uma pessoa em estado de morte encefálica.

No meio da praça, aos pés da estátua do general Kléber, velas, flores e mensagens foram deixadas para as vítimas.

Fechado na quarta e quinta-feira, o mercado de Natal de Estrasburgo, que atrai milhares de turistas todos os anos, reabriu na sexta-feira.

A multidão, embora menos compacta do que o habitual, voltou às barracas de madeira vendendo vinho quente, doces e decorações de Natal.

Tanto o presidente francês Emmanuel Macron, como presidente da Assembleia Nacional, Richard Ferrand, vieram a Estrasburgo esta semana para prestar homenagem às vítimas.

Na terça-feira à noite, Chérif Chekatt entrou no centro histórico de Estrasburgo, armado com uma pistola e uma faca, e atacou vários pedestres antes de fugir.

Dois dias depois, ele foi morto por policiais na periferia de Estrasburgo, onde teria crescido.

Sete pessoas próximas de Chekatt - incluindo quatro membros de sua família - foram detidas após o ataque. Seis delas foram libertadas por "falta de elementos incriminatórios" de acordo com a promotoria.

maj/jlc/me/zm/mr