Denunciado funcionário francês acusado de espionar para a Coreia do Norte

Um alto funcionário do Senado francês, detido pelos serviços de Inteligência de seu país sob a acusação de espionar para a Coreia do Norte, foi formalmente denunciado nesta quinta-feira (29) de traição, informaram fontes judiciais.

O acusado, Benoit Quennedey, foi posto sob controle judicial e não pode deixar o território francês, informaram as fontes.

 

O juiz de instrução o acusou de traição mediante a compilação e entrega de informação em benefício de uma potência estrangeira, além de espionagem.

Quennedey, que também preside uma associação de amizade franco-coreana e escreveu um livro sobre o país asiático isolado do resto do mundo, foi detido no domingo.

edy/blb/cca/jz/pc/mvv