Jornal do Brasil

Internacional

Fome e doenças matam 85.000 crianças no Iêmen

Jornal do Brasil

Quase 85.000 crianças morreram vítimas da fome ou de doenças desde a intensificação da guerra no Iêmen, de acordo com uma estimativa da ONG Save The Children divulgada nesta quarta-feira.

A organização afirma em um comunicado que utilizou dados da ONU para avaliar a taxa de mortalidade provocada pela desnutrição aguda e as doenças em crianças de menos de cinco anos.

Com base em uma "estimativa prudente", a ONG calcula que 84.701 crianças faleceram por culpa da fome e das doenças entre abril de 2015 e outubro de 2018. Outras morreram nos combates que afetam o país pobre da península arábica.

A guerra provocou quase 10.000 mortes e deixou 14 milhões de pessoas no limite da fome, segundo a ONU.

"Estamos horrorizados com o fato de que 85.000 crianças morreram de fome. Para cada menor morto por bombas ou tiros, dezenas morrem de fome e isto pode ser evitado, lamenta em um comunicado Tamer Kirolos, diretor da Save The Children para o Iêmen.