Jornal do Brasil

Internacional

Príncipe herdeiro saudita discursa em fórum econômico em meio a tempestade pelo caso Khashoggi

Jornal do Brasil

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman, deve falar nesta quarta-feira em um fórum sobre investimentos em Riad, em seu primeiro discurso desde o início da crise pelo assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

Mohamed bin Salman fez uma breve aparição na terça-feira no primeiro dia de conferências do fórum Future Investment Initiative (FII). Nesta quarta-feira estão programados os discursos dos principais oradores.

A conferência econômica de Riad, batizada de "Davos do deserto" pela imprensa, foi boicotada por muitos políticos, empresários e diretores de grandes instituições ocidentais pela indignação provocada pelo assassinato de Jamal Khashoggi no dia 2 de outubro no consulado do reino em Istambul.

Macaque in the trees
Príncipe saudita Mohammed bin Salman (C) posa para selfie com um homem não identificado, perto do bilionário Príncipe saudita Al-Walid bin Talal (D) durante a Future Investment Initiative (Foto: AFP PHOTO / SAUDI ROYAL PALACE / BANDAR AL-JALOUD)

O caso abalou a imagem do príncipe que, segundo o presidente americano Donald Trump, negou qualquer envolvimento no assassinato de Khashoggi.

Os organizadores do FII se esforçaram para mostrar que os negócios continuam apesar da crise e anunciaram 12 "megaprojetos", que superam 50 bilhões de dólares, nos sectores de petróleo, gás e infraestruturas.

"São dias difíceis. Atravessamos uma crise", declarou o ministro saudita da Energia, Khaled al Faleh. O assassinato de Khashoggi "é abominável e ninguém no reino pode justificá-lo", completou.

O governo saudita admitiu no sábado que Khashoggi morreu dentro do consulado após uma briga, versão que gera ceticismo.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou que o assassinato de Khashoggi foi minuciosamente preparado e que foi um crime "premeditado".

mah-ac/ras/hj/pa/zm/fp



Recomendadas para você