Jornal do Brasil

Internacional

Confira as 5 estações de trem mais bonitas da Europa

Itália aparece no ranking com a Central de Milão

Jornal do Brasil

Passamos por elas muitas vezes com os olhos no relógio. Podemos ficar ali por horas, estressados por atrasos ou greves, ou perdidos em um abraço de adeus, na alegria de um reencontro. Mas, na era do "slow travel", as estações ferroviárias conquistam maior atenção.

A velocidade perdeu lugar para um turismo feito a pé, de bicicleta, ou que atravesse fronteiras sobre trilhos, que prometa vista de diversos lugares. Da histórica Grand Central, de Nova York, a estação mais congestionada do mundo, com os seus 44 binários, até Mumbai, na Índia, com Chhatrapati Shivaji, tombada como patrimônio da Unesco em 2004.

O site "GoEuro", uma plataforma de viagens que permite procurar e reservar trens, ônibus e voos, elegeu cinco estações ferroviárias como as mais belas da Europa, seja pela arquitetura assinada por grandes designers do passado, quanto pelo estilo e localização que já fazem a viagem valer a pena.

1)Estação de St. Pancras (Londres): Inaugurada em 1868, a estação festejou 150 anos no último 1º de outubro. Projetada por George Gilbert Scott, St Pancreas é um trabalho de arquitetuta gótica vitoriana. Ela foi modernizada em 2007, quando se tornou a nova sede da Eurostar, ligando Londres a Paris e a Bruxelas, e hoje acolhe até hotéis e restaurantes de luxo.

2)Amsterdam Central Station (Amsterdã): Projetada pelo holandês Pierre Cuypers, a estação foi construída em 1889 sobre uma ilha artificial, o que acabou atribuindo a ela a categoria de monumento nacional. Realizada inteiramente com tijolos vermelhos, a faixada em estilo neorenascentista holandês já choca à primeira vista, com decorações que celebram o passado marítimo da cidade.

3)Estação de Liège-Guillemins (Liège): Aberta pela primeira vez em 1842, a estação belga mudou completamente os ares em 2009 com a chegada da alta velocidade. Ela passou por uma repaginada completa assinada pelo espanhol Santiago Calatrava, que, com suas grandes linhas de aço, vidro e cimento, transformou a estação em uma das obras de arquitetura contemporânea mais interessantes do país.

4)Estação Central de Antuérpia (Antuérpia): Também na Bélgica, essa estação foi construída entre 1895 e 1905, e apresenta uma mistura de estilos como o neobarroco, o neorenascentista e até o art nouveau. O edifício é uma obra do arquiteto Louis de la Censerie e do engenheiro Clement Van Bogaert.

5)Estação Central de Milão (Milão): Inaugurada em 1931, mistura diversos estilos em sua construção, mas o modernismo do século 20 foi sua principal inspiração. Os trabalhos de restruturação em 2005 deram luz a uma beleza que há tempos estava escondida na estação, como os baixo-relevos assinados por grandes escultores italianos.



Recomendadas para você