Jornal do Brasil

Internacional

Venezuela elimina dólar de seu mercado de câmbio

A medida se deve a sanções impostas por Washington

Jornal do Brasil

O governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta terça-feira (16) a eliminação do dólar norte-americano do mercado cambial do país, por causa das sanções impostas por Washington.

A partir de agora, todas as transações cambiais serão feitas em euro, yuan ou qualquer outra moeda que não seja a dos Estados Unidos.

O comunicado foi feito por Tareck El Aissami, ministro da Indústria da Venezuela. Além das sanções, a gestão Trump chegou a mencionar a possibilidade de uma "intervenção humanitária" no país.

"Nos vimos obrigados a tomar medidas, temos de gerar condições em meio a essa agressão, apesar da guerra econômica, dos mecanismos perversos e do ataque a nossa moeda", declarou Aissami.

O vice-presidente disse ainda que, por ordem de Maduro, serão injetados 2 bilhões de euros no sistema de câmbio venezuelano.

Segundo ele, o governo fará ofertas de divisas nos meses de novembro e dezembro para os setores produtivos.

Desde a imposição das sanções, empresas de segmentos como agroindústria e laboratórios farmacêuticos que receberam dólares do Banco Central tiveram contas bloqueadas e foram proibidas de efetuar transações com a moeda norte-americana.

"Estamos muito bem se comparados com modelos neoliberais da região, como a Argentina. O balanço é extraordinário em nosso caso e lamentável no caso do povo argentino", concluiu o ministro.



Recomendadas para você