Jornal do Brasil

Internacional

'A ronda noturna' de Rembrandt será restaurando online para os fãs

Jornal do Brasil

O Rijksmuseum de Amdsterdã anunciou nesta terça-feira que vai realizar as obras de restauração da pintura de Rembrandt, "A ronda noturna", ao vivo pela internet.

Este projeto inédito, avaliado em vários milhões de dólares, começará em julho de 2019 e permitirá que os amantes da arte assistam a um trabalho normalmente feito a portas fechadas.

As delicadas obras de restauração serão acessíveis aos quase dois milhões de pessoas que vão todos os anos para admirar a obra-prima de Rembrandt, uma pintura que data de 1642 e está localizada na galeria de honra do museu.

"'A ronda noturna' de Rembrandt é uma das pinturas mais conhecidas do mundo e devemos mantê-la para as gerações futuras", disse à AFP o diretor-geral do Rijksmuseum, Taco Dibbits.

"Mais de dois milhões de pessoas vêm todos os anos para ver 'A ronda noturna', é uma imagem que todo mundo gosta e achamos que o mundo inteiro tem o direito de ver o que fazemos com ela", acrescentou.

Rembrandt Van Rijn recebeu em 1642 a encomenda de um capitão da milícia burguesa de Amsterdã, Frans Bannick Cocqu, para retratar os oficiais e membros de sua milícia.

Segundo Dibbits, é a primeira imagem desse gênero que mostra um grupo em ação ao invés de uma pose estática.

Em três séculos e meio, a pintura passou por uma série de tentativas de restauração e até escapou das mãos nazistas.

Em 1700, partes da tela foram cortadas nas laterais para sua transferência da Casa de Arquebusiers, sede da milícia, para a Prefeitura de Amsterdã. A tela foi submetida à limpeza de múltiplas camadas de óleo e verniz.

Um século depois, "A ronda noturna" passou por várias tentativas de "regenerar" o verniz e livrá-lo de seu tom amarelado.

Em setembro de 1939, a pintura foi evacuada do Rijksmuseum com 30.000 outras obras e escondida durante a Segunda Guerra Mundial.

Em seu retorno ao museu em 1945, vindo de um esconderijo em uma caverna em Maastricht (sul), o quadro precisou ser restaurado de novo.

A obra foi restaurada pela última vez há quatro anos, depois que em 1975 um homem com problemas psiquiátricos o arruinou com uma faca.

Desde então, os especialistas notaram a aparição de uma trilha branca em algumas partes da pintura, particularmente em torno da área danificada pelo esfaqueamento, que descoloriu o desenho de um cão.

"O trabalho de conservação é geralmente feito a portas fechadas, mas essa é uma pintura tão importante que achamos que o público tinha o direito de vê-lo", segundo Dibbits.

"Queremos compartilhar este momento muito importante", acrescentou.

Antes do início de sua restauração, "A ronda noturna" será o destaque de uma exposição organizada para o 350º aniversário da morte de Rembrandt, que começará em fevereiro de 2019.

dk-cvo/lch/mra/bc/zm/cn



Recomendadas para você