Jornal do Brasil

Internacional

Polícia alemã comparece a sedes da Opel no caso dos motores a diesel

Jornal do Brasil

A polícia alemã confirmou nesta segunda-feira à AFP duas operações em curso em sedes da montadora Opel, filial da PSA, relacionadas com o caso dos motores a diesel manipulados.

A Opel indicou que as operações acontecem em Russelsheim, perto de Frankfurt, e em Kaiserslautern. A empresa afirmou que coopera plenamente com as autoridades.

Em julho, o ministério alemão dos Transportes anunciou uma investigação oficial contra a Opel sobre três modelos a diesel do tipo Euro 6.

O tabloide Bild afirmou que a agência federal KBA, que supervisiona o setor automobilístico na Alemanha, tinha "indícios sólidos" de que o sistema de gestão do escapamento de gás de alguns modelos a diesel da Opel para completamente durante a direção por "razões não são explicadas tecnicamente".

O jornal afirma ainda que as operações tentam encontrar indícios de "manipulação ilegal" dos softwares instalados em 95.000 veículos construídos entre 2012 e 2017.

Em uma resposta enviada à AFP, a Opel afirma que seus carros "respeitam as normas em vigor".

O caso dos motores a diesel manipulados foi revelado em setembro de 2015, quando a Agência para a Proteção do Meio Ambiente (EPA) denunciou a Volkswagen por ter instalado em 11 milhões de veículos a diesel - 600.000 deles vendidos nos Estados Unidos - um software que manipulava os resultados dos testes de poluição e ocultava as emissões reais, até 40 vezes superiores às permitidas.

Desde então, a justiça alemã abriu investigações por fraude, manipulação das cotações da Bolsa e propaganda enganosa, entre outras acusações, contra executivos da Volkswagen e de suas marcas Audi e Porsche, assim como contra a Daimler e a fabricante de peças Bosch.

ys/jpl/pc/zm/fp

 

 



Recomendadas para você