Trump insulta repórter na Casa Branca

O presidente norte-americano, Donald Trump, insultou a jornalista da emissora de TV "ABC News", Cecilia Vega, durante entrevista coletiva na Casa Branca, após o anúncio do acordo de livre comércio entre Estados Unidos, Canadá e México, nesta segunda-feira (1).

"Sei que não está pensando. Você nunca pensa", disse Trump, enquanto a profissional recebia o microfone para fazer uma pergunta. "Ela está surpresa de que eu a tenha escolhido [para fazer uma pergunta]. Está em estado de choque", disse Trump, antes da declaração. A jornalista respondeu que não estava e pediu ao presidente que repetisse o que havia dito, ao que ele respondeu: "Não, vá em frente".

Vega então fez uma pergunta sobre a indicação do juiz norte-americano Brett Kavanaugh, acusado de agressão sexual por três mulheres, à Suprema Corte do país. Ele enfrenta investigação do FBI antes de ter seu nome confirmado ou não pelo Senado norte-americano.

"O que isso tem a ver com comércio", respondeu Trump, que tentou dar a palavra a outros jornalistas, mas acabou respondendo à pergunta após insistência da repórter. Mais tarde, pelo Twitter, Cecilia Vega escreveu que "uma entrevista coletiva significa que se pode fazer qualquer pergunta", acrescentando a hashtag #FirstAmendment (referência à primeira emenda à Constituição norte-americana, em inglês, que garante a liberdade de expressão).

Essa não é a primeira vez que Trump se envolve em casos de ofensas a jornalistas. Em maio de 2016, durante a campanha presidencial, ele acusou um repórter, também da "ABC News", de ser "um ordinário por conhecer os fatos", dizendo ainda que os jornalistas da área política estão"entre as pessoas mais desonestas" que conheceu na vida.