Veja as principais declarações do candidato à Suprema Corte na audiência

O candidato à Suprema Corte dos Estados Unidos, Brett Kavanaugh, negou nesta quinta-feira (27) as acusações de agressão sexual feitas pela professora universitária Christine Blasey Ford, qualificando seu processo de indicação ao tribunal como uma "desgraça nacional".

Veja a seguir algumas das principais declarações do juiz federal durante a tensa audiência diante do Comitê Judicial do Senado:

 

"Eu prometo hoje, sob juramento diante do Senado e da nação, e diante da minha família e de Deus, sou inocente dessa acusação".

 

"Minha família e meu nome foram destruídos de forma total e permanente por essas acusações falsas e sem sentido".

 

"Todo esse esforço de duas semanas tem sido um golpe político calculado e orquestrado, alimentado com uma aparente ira contida com o presidente Trump e as eleições de 2016. Isso é um circo".

 

"Desde a minha indicação em julho, houve um frenesi na esquerda para descobrir alguma coisa, o que fosse, para bloquear a minha confirmação".

 

"Eu nunca vou deixar me intimidar e renunciar a esse processo (...) Podem me vencer na votação final, mas nunca conseguirão que eu renuncie. Nunca".

 

"A acusação da doutora Ford não só não está corroborada, como é refutada pelas mesmas pessoas que ela diz que estiveram lá, incluindo um amigo seu de muito tempo".

 

"Bebia cerveja com os meus amigos. Quase todos faziam isso. Às vezes bebia cerveja demais. Algumas vezes outros o faziam. Eu gostava de cerveja. Ainda gosto de cerveja. Mas não bebia cerveja até o ponto de desmaiar e nunca ataquei ninguém sexualmente".

 

"Estou profundamente agradecido ao presidente Trump por me indicar. Foi muito amável comigo e com a minha família na noite de julho que anunciou a minha indicação na Casa Branca. Agradeço a ele seu firme apoio".