Jornal do Brasil

Internacional

Capela do Santo Sudário, em Turim, reabre após 21 anos

Igreja havia sido destruída por incêndio em 1997

Jornal do Brasil

A Cappella della Sindone (Capela do Santo Sudário), em Turim, reabriu nesta quinta-feira (27), após ter ficado fechada por 21 anos devido ao incêndio que devastou o edifício em 11 de abril de 1997.

O ministro dos Bens Culturais da Itália, Alberto Bonisoli, o arcebispo Cesare Nosiglia, o governador do Piemonte, Sergio Chiamparino, e a prefeita Chiara Appendino marcaram presença na cerimônia de inauguração, no Teatro Regio de Turim.

"A restauração foi um grande desafio de técnica e imaginação.

Hoje queremos celebrar o renascimento de uma obra única e impressionante. Foram necessários 21 anos, que são tantos, mas temos de entender a complexidade do processo", disse Enrica Pagella, diretora dos Museus Reais.

Já Appendino afirmou que esse é um dos momentos mais importantes para a história de Turim. "É um belo dia para a comunidade cristã, civil e também para a cultura italiana", complementou Chiamparino. A Capela do Santo Sudário é conectada ao Palácio Real de Turim e foi projetada pelo arquiteto Guarino Guarini e construída no século 17 (1668-1694), para abrigar o tecido que teria envolvido o corpo de Cristo após sua crucificação.



Recomendadas para você